União de Jacarepaguá investe em dupla de carnavalescos para o próximo carnaval

Com a renovação de Lucas Lopes, a Verde e Branca de Campinho traz o carnavalesco Rodrigo Meiners para seu time.

 

Potencializando o time para o desfile de 2023, a diretoria da União de Jacarepaguá  promove mais um reforço para sua volta à Marquês de Sapucaí. Dando continuidade ao excelente trabalho do carnaval de 2022, a agremiação renova com o carnavalesco Lucas Lopes, que assinou o enredo na qual a escola foi campeã da Série Prata, e reforça o elenco com Rodrigo Meiners. 

 

Apesar de ter apenas 26 anos de idade, Rodrigo já tem 11 anos trabalhando no maior espetáculo da Terra. O jovem, que iniciou sua carreira com apenas 14 anos de idade fazendo ilustrações para o carnavalesco Severo Luzardo, passou por inúmeras escolas como União da Ilha, Império Serrano, Acadêmicos do Cubango e Paraíso do Tuiuti, construindo ilustrações. Em 2019, recebeu o convite para assinar seu primeiro carnaval na Mocidade Unida da Mooca, no grupo de acesso no carnaval de São Paulo. Este ano, retorna para o carnaval carioca ingressando pela primeira vez como carnavalesco.

“Estou muito feliz em estrear como carnavalesco no Rio de Janeiro numa escola como a União de Jacarepaguá, uma agremiação de família, na qual já fiz parte há uns anos atrás, no departamento cultural. Agradeço pelo excelente tratamento e a forma como fui recebido pela escola e por toda a diretoria!” declara Rodrigo, que também assina como carnavalesco da Barroca da Zona Sul, em São Paulo. 

 

A dupla de carnavalescos

Assinando em dupla para o próximo desfile, Lucas Lopes fala sobre essa nova jornada e os novos desafios que vem junto a ela.

“As expectativas são as melhores. Eu e o Rodrigo estamos em plena sintonia no trabalho que está se desenvolvendo. Duas cabeças pensando para um grande propósito que é desenvolver um grande carnaval em nossa estréia como carnavalescos na Sapucaí e a volta da querida e gigante União de Jacarepaguá.” afirma Lucas. “Ao Lucas Lopes, que é meu novo parceiro nesse trabalho, que possamos juntos criar esse projeto bem bacana para que a União permaneça na Sapucaí onde ela merece estar por direito!” completa Rodrigo.

Frisando que, a escola levará para a avenida o enredo “Manoel Congo Mariana Crioula. Heróis da liberdade no vale do café”, a história dos escravos consagrados como heróis na revolta no Vale do Paraíba Fluminense, em 1838.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do FoliaDoSamba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.